quinta-feira, 30 de junho de 2011

Coleta seletiva recomeça por Ponta Negra

O bairro de Ponta Negra, na zona Sul de Natal, retomou a partir desta quinta-feira (30), o programa de coleta seletiva dos materiais recicláveis, que também chegará a todos os bairros de Natal. A retomada do programa só foi possível pela da união da Prefeitura do Natal, por meio da Companhia de Serviços Urbanos (Urbana), com as duas cooperativas de catadores de recicláveis, que na manhã desta quinta-feira (30) relançaram, na Associação de Moradores de Ponta Negra e do Alagamar, a campanha Coleta Seletiva - Eu Apoio.

Na ocasião, a Prefeita Micarla de Sousa juntamente com a diretoria da Urbana fez a entrega oficial do fardamento aos catadores cadastrados e assinou a cessão de autorização de uso dos galpões de Cidade Nova por dez anos, às cooperativas Coopcicla e Coocamar.

"Pensar na reciclagem é pensar no futuro. Qualquer cidade pode ser muito rica e bem estruturada, mas se não realizar ações que promovam o desenvolvimento sustentável de nada adiantará. Por isso temos essa preocupação com o meio ambiente e também em garantir um trabalho digno aos catadores, porque agora eles estão contratados diretamente pela prefeitura, como uma empresa, e receberão pelo serviço prestado, não pela quantidade de material coletado", pontuou a prefeita Micarla de Sousa.

"Agora os catadores irão chegar às casas como protagonistas dessa história. Com a iniciativa de contratar diretamente os catadores, Natal será uma das cidades pioneiras a tratar os catadores de forma digna e com total apoio para a atividade", completou o coordenador do Núcleo Estratégico de Ordenamento Urbano, Sérgio Pinheiro.

Atualmente são recolhidas em Natal 200 toneladas/mês de material reciclável e a meta, até o fim deste ano, é ampliar a coleta para 600 toneladas/mês. O retorno do programa tornou-se possível a partir da iniciativa do Executivo Municipal, de contratar diretamente as cooperativas de catadores para realizar o trabalho. A contratação representa um investimento de 90 mil reais por mês.

"É importante recomeçar esse trabalho aqui em Ponta Negra porque foi aqui que a nossa luta pela coleta seletiva começou há seis anos. Vamos agora viver do serviço prestado para toda a sociedade", avaliou o presidente do Movimento Nacional dos Catadores, Severino Junior. Ainda participaram do lançamento o presidente da Cooperativa de Materiais Recicláveis (Coopcicla), Francisco das Chagas Rocha e o vice-presidente da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis (Coocamar), José Paulírio Vicente.

Coleta Seletiva
O trabalho será iniciado pelos bairros da região Sul e Oeste e, posteriormente, levado às regiões Norte e Leste. Em Ponta Negra, a coleta acontecerá duas vezes por semana, sempre as terças e sábados. Para que o programa fosse retomado com força total, desde a semana passada uma equipe de educadores ambientais da Urbana esteve no bairro de Ponta Negra conscientizando e orientando a população a separar o material reciclável.

"As pessoas não precisam colocar o material na calçada por que o catado vai passar porta-a-porta para recolher o material diretamente com o morador. E para aumentar ainda mais essa relação de confiança, nosso pessoal estará devidamente identificado pelo fardamento", ressaltou o gerente de Meio Ambiente da Urbana, Heverton Rocha.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Aquecimento global reduz oferta de água para lavoura

A FAO, órgão das Nações Unidas para agricultura e alimentação, advertiu ontem que as mudanças climáticas terão graves consequências sobre a disponibilidade de água destinada à produção de alimentos. Afetará também a produtividade das lavouras nas próximas décadas. O estudo Mudanças Climáticas, Água e Segurança Alimentar, divulgado ontem em Roma, indica que haverá uma aceleração do ciclo hidrológico do planeta, pois a alta nas temperaturas aumentará a taxa de evaporação da água tanto na terra como no mar.
As chuvas, segundo o estudo, aumentarão nos trópicos e nas latitudes mais altas, mas serão reduzidas nas regiões que possuem características secas ou semiáridas. Também está previsto um aumento na frequência das grandes secas e inundações.
O aumento na frequência das secas, segundo a FAO, levaria a um maior uso da água subterrânea para irrigação. A perda de geleiras também pode levar a uma redução nas águas superficiais, hoje utilizadas pelos agricultores. O estudo defende como "prioridade" que os países em desenvolvimento recebam ajuda dos países ricos para fazer uma boa gestão de suas águas.

Empresa propõe matar camelo para reduzir CO2

A empresa australiana Northwest Carbon apresentou uma proposta polêmica para reduzir os gases de efeito estufa: matar toda a população de 1,2 milhão de camelos do país.
Cada camelo emite o equivalente a 1 tonelada de dióxido de carbono por ano. A empresa propõe matar os mamíferos e depois industrializar sua carne.

PM testa coturno feito de couro vegetal

A Polícia Militar de São Paulo acaba de testar coturnos feitos de laminado vegetal - chamado também de couro vegetal. O produto, à base de látex natural e algodão, é usado na fabricação de calçados, bolsas e móveis. "Ele não deixa resíduos em nenhuma etapa do processo de fabricação", diz Jaime Rodrigues, da Ecológica, dona da patente. Depois de testar o produto por 30 dias, a PM afirma que o coturno de couro vegetal reúne todas as condições para participar de futuras licitações de calçados da corporação. Os testes foram feitos na atividade diária dos PMs. A cada ano, a PM compra cerca de 100 mil pares de calçados.

McDonald"s venderá peixe com selo verde


O McDonald"s, maior rede de fast food do mundo, anunciou que passará a comprar peixe certificado para abastecer as lojas europeias da rede. A partir de outubro, a rede passará a comprar peixe com o selo Marine Stewardship Council (MSC), emitido por uma organização que verifica se os peixes estão ameaçados pela sobrepesca ou se são criados dentro de padrões de sustentabilidade. Segundo Joanna Trigg, porta-voz da rede, os consumidores europeus são mais sensíveis às questões ambientais e vinham exigindo o selo. / ANDREA VIALLI e KARINA NINNI, com EFE

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Mais de 600 novas espécies no Madagáscar estão ameaçadas

Mal conhecidas dos cientistas, novas espécies descobertas em uma década de pesquisa em Madagáscar já estão sob risco de extinção, alertou a organização ambiental WWF em um novo relatório.

Segundo a ONG, entre 1999 e 2010 foram descobertas 615 espécies de animais --quase uma a cada semana.


O balanço inclui 385 plantas, 69 anfíbios, 61 répteis, 42 invertebrados, 41 mamíferos e 17 peixes.

Entre as novas espécies, está uma lagartixa que chamou a atenção dos cientistas pela sua capacidade de mudar de cor.

O animal tem uma coloração cinzenta e levemente marrom semelhante à da copa das árvores --o que o protege da visão de predadores--, mas fica azul na época do acasalamento.

Desde 1999, a ilha no sudeste africano colaborou com 11 novas espécies de camaleões --entre as quais o Furcifer timoni, de um verde vibrante e pontos vermelhos e azuis na cabeça.

O camaleão vive nas florestas tropicais isoladas de Montagne d'Ambre, a 850 metros acima do nível do mar.

Outros animais incluem cobras, rãs e um lêmure que é considerado o menor primata do mundo. Tem apenas dez centímetros de comprimento e pesa 30 gramas.

"Este relatório sublinha o caráter único e insubstituível dos ecossistemas existentes em Madagáscar", disse o conselheiro de conservação o WWF britânico, Mark Wright.

Entretanto, lamentou o cientista, as novas espécies mal passaram a figurar nos livros de ciência e já estão ameaçadas.

Entre as ameaças a ONG destaca o desmatamento e a perda de ecossistemas. Mais de um milhão de hectares de mata foram derrubados e a extração ilegal de madeira voltou a subir.

Após um golpe de Estado em 2009, o país sofreu com a dificuldade de patrulhar inúmeros parques naturais, que ficaram à mercê de contrabandistas de madeira.

"Estamos trabalhando para estabelecer uma rede de áreas protegidas na ilha e para promover alternativas de renda sustentáveis, o que ajudaria as pessoas em Madagáscar a viver em harmonia com a riqueza natural ao seu redor."

terça-feira, 7 de junho de 2011

Rachel Carson

Ambientalista norte-americana, Rachel Carson nasceu a 27 de maio de 1907, em Springdale, na Pensilvânia, e morreu em abril de 1964, vítima de cancro. Desde pequena, revelou duas paixões, a escrita e a natureza.
Licenciou-se, em 1928, na Universidade para Mulheres da Pensilvânia e, quatro anos mais tarde, fez mestrado em Biologia Marinha na Universidade Johns Hopkins. Depois, deu aulas de zoologia na Universidade de Maryland e, a partir de 1936, colaborou com o Serviço de Pesca e Vida Selvagem, organismo pertencente ao governo norte-americano. Enquanto aqui trabalhou, escreveu três livros sobre o mar, o primeiro dos quais lançado em 1941 sem grande sucesso, que lhe permitiram conquistar independência financeira para deixar o emprego estatal e dedicar-se por inteiro à escrita. Escreveu então uma obra que a tornou famosa, chamada Silent Spring (Alvorecer Silencioso), publicada em 1962 no meio de uma enorme polémica, em que explana preocupações ecológicas: denuncia e condena a existência de rios da morte, ou seja, leitos de água poluídos que destroem a natureza à sua volta, acusando a indústria química de ser a responsável pela contaminação de recursos de água dos Estados Unidos da América. Os fabricantes de pesticidas tentaram impedir que o livro fosse lançado e contestaram as ideias de Rachel Carson. Quando um canal de televisão (CBS) anunciou que ia passar uma reportagem sobre ao assunto, alguns anunciantes retiraram publicidade. No ano seguinte à publicação do livro, Rachel sugeriu a tomada de medidas de precaução e proteção ambiental e da saúde, num depoimento apresentado no Congresso norte-americano. O seu alerta começou a surtir efeito algum tempo depois, quando vários estados norte-americanos aderiram à ideia de controlar o uso de pesticidas.
O livro de Carson permaneceu no topo de vendas durante meses e três décadas mais tarde continuava a ser vendido.
Al Gore, que foi vice-presidente dos Estados Unidos entre 1992 e 2000, atribuiu ao trabalho de Rachel Carson a responsabilidade pela criação da Agência de Proteção do Ambiente, organismo estatal norte-americano.
Rachel Carson foi uma das responsáveis por dar credibilidade científica e notoriedade ao movimento ambientalista.
Em 1992, um grupo de americanos notáveis considerou Silent Spring o livro mais influente nos Estados Unidos desde a década de 40 do século XX.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Encontro vai integrar ações de conservação para a biodiversidade do Estado

Nesta sexta-feira, 3 de junho, o 3° Encontro Estadual de Gestores de Unidades de Conservação (UCs) da Mata Atlântica do Rio Grande do Norte vai reunir representantes de diversos segmentos, em torno de assuntos e projetos atuais sobre a conservação da biodiversidade no estado. Como convidado especial, o diretor de políticas públicas da Fundação SOS Mata Atlântica, Mário Mantovani, estará presente falando sobre o polêmico código florestal e políticas públicas para a Mata Atlântica.

A abertura oficial do evento será às 8h com exposição fotográfica. Depois, haverá palestra com Mário Mantovani, que acompanhou de perto a discussão entre os parlamentares, tornando-se um dos maiores ativistas contra as alterações do código florestal. A palestra "Mata Atlântica: Situação do Nordeste e Pacto pela Restauração" será ministrada pela diretora executiva da Associação para a Proteção da Mata Atlântica do Nordeste (AMANE), Dorinha Melo, que trabalha aproximadamente há 20 anos tentando colocar a biodiversidade do Nordeste como pauta nacional.

A secretária de meio ambiente da Prefeitura Municipal de João Pessoa/PB, Lígia Tavares, apresentará o Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica de João Pessoa, considerado pioneiro no país. Já a Prefeitura do Natal fará no evento o lançamento oficial do Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica de Natal.

Durante o encontro, serão exibidos curtas metragens sobre o Rio Doce e as Dunas de Natal, esclarecendo ao público as características e importância de preservar tais lugares. Os presentes poderão também conhecer um projeto que irá promover o desenvolvimento sustentável no Nordeste, principalmente através da proteção e valorização da biodiversidade da Mata Atlântica da região, criando uma agenda estruturada em ações de conservação. O "Projeto Corredor da Mata Atlântica do Nordeste" será apresentado pelo coordenador técnico da AMANE, Bruno Paes.

O 3° Encontro Estadual de Gestores de UCs da Mata Atlântica do Rio Grande do Norte buscará reforçar a integração com o público ao lançar uma roda de conversa sobre Sistemas Estaduais e Municipais de UCs do Rio Grande do Norte, com a advogada ambiental Liza Baggio. Haverá ainda uma roda de conversa sobre a Rede de Gestores de Unidades de Conservação da Mata Atlântica do Nordeste, projeto que deu origem aos encontros.

O evento está sendo promovido pela Rede de Gestores de Unidades de Conservação da Mata Atlântica do Rio Grande do Norte, pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB) e pela Associação para a Proteção da Mata Atlântica do Nordeste (AMANE). Acontecerá no auditório do Parque da Cidade, das 8h às 17h, com entrada gratuita.
Sobre o Projeto "Redes"

O projeto Rede de Gestores de Unidades de Conservação no Centro de Endemismo Pernambuco é realizado pela Associação para a Proteção da Mata Atlântica do Nordeste (AMANE) com apoio do Subprograma Projetos Demonstrativos do Ministério do Meio Ambiente (PDA-MMA). Tem o objetivo de promover a articulação entre os gestores de Unidades de Conservação (UCs), também conhecido como Corredor da Biodiversidade do Nordeste, região de alta biodiversidade que abrange os estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte, criando um espaço destinado à interação e a capacitação de pessoas envolvidas com a gestão de UCs.

Podem fazer parte do projeto pessoas que estejam envolvidas de maneira direta ou indireta na gestão de UCs, podendo ser os gestores administrativos das UCs, proprietários de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), movimentos sociais, ONGs, assentados e acampados no entorno das UCs, representantes da comunidade residente no entorno, empresários que desenvolvam atividades nas proximidades de alguma unidade, estudantes da área ambiental, etc.

Sobre a Associação para a Proteção da Mata Atlântica do Nordeste (AMANE)

A AMANE é uma associação sem fins lucrativos, cuja missão é proteger e recuperar a Mata Atlântica do Nordeste, por meio da conservação da biodiversidade e do desenvolvimento de benefícios socioambientais. Em 2005, ano em que foi criada, elaborou um Plano de Conservação e Desenvolvimento Sustentável para a proteção da Mata Atlântica do Nordeste, com o objetivo geral de planejar e implementar um conjunto de medidas articuladas, em escala local e regional, a fim de reduzir drasticamente a probabilidade de extinção de espécies que ocorre na Mata Atlântica do Nordeste e proporcionar modelos de desenvolvimento sustentável. Esse documento base vem sendo detalhado em projetos temáticos.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Programação Semana do Meio Ambiente em Natal

De 1º a 05 de junho, a capital potiguar vai ser palco de mais uma edição da Semana do Meio Ambiente 2011. O evento é promovido todos os anos pela Prefeitura do Natal, e reserva uma programação especial em vários pontos da cidade. A população poderá participar de várias atividades, como audiências públicas, palestras, exposições, ecoblitz, oficinas, shows e apresentações culturais, entre outros.

A solenidade de abertura da Semana do Meio Ambiente vai acontecer no dia 1º de junho, às 9h, em conjunto com a do Governo do Estado, que este ano realizará atividades em parceria com a Prefeitura. Na ocasião, será inaugurada a Estação de Tratamento de Esgotos do Baldo (ETE) com a presença da prefeita Micarla de Sousa e da governadora Rosalba Ciarlini.

No primeiro dia acontece, ainda, a audiência pública para discutir os Instrumentos do Ordenamento Urbano e Zonas de Proteção Ambiental, elementos constituintes do Plano Diretor de Natal, das 8h às 14h. Será no auditório do Sebrae-RN, na avenida Lima e Silva, Lagoa Nova.

A partir das 14h, no Parque da Cidade, acontece a solenidade de lançamento do Prêmio de Jornalismo Ambiental-Professor Nivaldo Calixto. Haverá plantio de mudas e apresentações da Orquestra Sinfônica e do coral Infatil Tralalá. Também está previsto o lançamento da Exposição Fotográfica “Fauna e Flora do Parque da Cidade”, do fotógrafo Canindé Soares, e do Plano Municipal de Educação Ambiental da Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico do Município de Natal (Arbasn).
A programação segue no dia 02 de junho, quando serão promovidas atividades relacionadas ao tema Gestão Ambiental Pública, com palestras de professores da UnP, a partir das 8h30. Os temas abordados serão Energias Renováveis, Projetos de Parques Municipais de Natal, Gestão Ambiental na Copa 2014 e Agenda Verde: a A3P em Natal. Já no Bosque das Mangueiras acontecem oficinas de papel reciclado e produção de repelentes, plantio de mudas, trilha ecológica e apresentação do Teatro de Mamulengos.

Para o dia 03 de junho, o cronograma de atividades prevê a realização do 3° Encontro de Gestores de Unidades de Conservação da Mata Atlântica do Rio Grande do Norte, no auditório do Parque da Cidade; a segunda audiência pública sobre os elementos constituintes do Plano Diretor, no auditório do Sebrae; e a segunda edição do Projeto Bossa e Jazz Convida, na Praça da Árvore, em Mirassol, com Ricardo Silveira, Eduardo Tawfic Trio e Lis Rosa, a partir das 20h.

O dia 04 de junho o programa está repleto de ações comunitárias: Blitz educativa de trânsito, ação conjunta das secretarias municipais na Vila de Ponta Negra com o Programa “Natal em Ação”, promoção de oficinas de arte, atividade física e aula de dança no Parque da Cidade, além de apresentações culturais.

O encerramento oficial da Semana do Meio Ambiente será no Parque das Dunas com programação diversificada. No entanto, a partir das 8h30, está previsto a realização do Projeto Pedal Livre, na Avenida Itapetinga, na zona norte de Natal, e Exposição de Orquídeas, no Bosque das Mangueiras, em Lagoa Nova.

semana do meio ambiente de natal

“natal mais sustentável”

01 a 05 de junho de 2011

LOCAIS: Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, Bosque das Mangueiras, Parque das Dunas

01 de junho Quarta-feira ABERTURA DA SEMANA DO MEIO AMBIENTE ESTADUAL E MUNICIPAL

Inauguração da Estação de Tratamento de Esgotos do Canal do Baldo

8h às 14h Audiência Pública – Instrumentos de Ordenamento Urbano

Zonas de Proteção Ambiental (ZPAs)

Local: Auditório do SEBRAE-RN

08h30 às 12h Saúde Ambiental – ações da COVISA

08h30min – Abertura com Banda Marcial e Vacinação

08h45min – Caminhada até o Praia Shopping

09 às 13 – Inspeções Sanitárias nos bairros Neópolis e Pirangí

10h – Palestra – A importância ambiental dos Resíduos Sólidos

10h45min – Palestra – Prevenção e controle da Dengue

Local: Avenida Engº Roberto Freire (em frente à Fatern)

9h Solenidade de Inauguração da Estação de Tratamento de Esgotos do Canal do Baldo

Pronunciamento das Autoridades – Prefeita Micarla de Sousa e Governadora Rosalba Ciarlini

Local: Estação de Tratamento de Esgotos do Canal do Baldo

10h às 22h Programação Secretaria Municipal de Saúde

- Exposição sobre amostra de animais do centro de controle de zoonoses e prevenção das doenças transmissíveis e principais zoonoses;

- Exposição sobre materiais recicláveis, confecção de materiais e preservação do meio ambiente;

- Mostra de vídeos da FIOCRUZ, sobre a evolução do mosquito desde o ovo até o mosquito adulto, (Aedes aegypti)

- Trabalho da vigilância epidemiológica na oferta de imunização através de vacinas para crianças e adultos.

- Trabalho de prevenção sobre as DST, distribuição de preservativos e teste de glicemia, entre outros.

- Trabalhos da vigilância sanitária através do agente mirim, como prevenção sobre os cuidados com os alimentos.

- Exposição do vigiágua (programa responsável pela analise da qualidade da água da cidade do Natal) quais os cuidados com a água e as doenças de veiculação hídricas.

Local: Norte shopping

14h Abertura das Atividades da Semana do Meio Ambiente de Natal no Parque da Cidade

Apresentação da Orquestra Sinfônica de Natal

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

14h20min Pronunciamento das autoridades

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

15h - Lançamento: 1° Prêmio de Jornalismo Ambiental Prof. Nivaldo Calixto da SEMURB (Quatro categorias – Impressa, WEB, Rádio e TV)

- Lançamento do Plano Municipal de Educação Ambiental – ARSBAN;

- Lançamento da exposição-mostra fotográfica de Canindé Soares “Fauna e Flora do Parque da Cidade”

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

15h30min Apresentação do Coral infantil Tralalá

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

16h Plantio Simbólico de Mudas no Parque da Cidade

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

02 de junho Quinta-feira Tema: Gestão Ambiental Pública

Locais: UnP Nascimento de Castro e Bosque das Mangueiras

8h Abertura da Exposição de Orquídeas – ASSORN

Local: Bosque das Mangueiras

8h às 14h Ecoblitz – ARSBAN

Local: Gancho da Ponte Nova – Av. João Medeiros Filho

8h30


Gestão Ambiental da Copa de 2014 (Green Goal)

Palestrante: José Petronilo

Local: UnP Nascimento de Castro, SALA 203 (2º andar)

9h30 Projetos de UCs e Parques Municipais em Natal

Palestrantes: Karenine Dantas Monteiro, Chefe do Setor de Projetos e Planejamento Urbano e Ambiental da SEMURB, e Ana Karla Galvão Xavier, Chefe do Departamento de Projetos e Planejamento Urbano e Ambiental da SEMURB

Local: UnP Nascimento de Castro, SALA 203 (2º andar)

10h

Intervalo – Coffee Break

Local: UnP Nascimento de Castro

10h30 Eficiência Energética

Palestrante: Aldomar Pedrini

Local: UnP Nascimento de Castro, SALA 203 (2º andar)

11h Agenda Verde: a A3P em Natal

Palestrante: Gustavo Soares, Biólogo, Gestor Ambiental e Tecnólogo Ambiental da SEMURB

Local: UnP Nascimento de Castro, SALA 203 (2º andar)

10h às 22h Programação Secretaria Municipal de Saúde

- Exposição sobre amostra de animais do centro de controle de zoonoses e prevenção das doenças transmissíveis e principais zoonoses;

- Exposição sobre materiais recicláveis, confecção de materiais e preservação do meio ambiente;

- Mostra de vídeos da FIOCRUZ, sobre a evolução do mosquito desde o ovo até o mosquito adulto, (Aedes aegypti)

- Trabalho da vigilância epidemiológica na oferta de imunização através de vacinas para crianças e adultos.

- Trabalho de prevenção sobre as DST, distribuição de preservativos e teste de glicemia, entre outros.

- Trabalhos da vigilância sanitária através do agente mirim, como prevenção sobre os cuidados com os alimentos.

- Exposição do vigiágua (programa responsável pela analise da qualidade da água da cidade do Natal) quais os cuidados com a água e as doenças de veiculação hídricas.

Local: Norte shopping

14h Universidade Potiguar – Curso de Ciências Biológicas

Oficina: produção de repelentes

Trilha ecológica

Museu itinerante de zoologia

Local: Bosque das Mangueiras

14h Apresentação de Mamulengo – Boas Práticas Ambientais

Local: Bosque das Mangueiras

15h Oficina de Reciclagem

Local: Bosque das Mangueiras

16h Oficina de Plantio de Mudas

Local: Bosque das Mangueiras

03 de junho

Sexta-feira
3° Encontro de Gestores de Unidades de Conservação da Mata Atlântica Do Rio Grande do Norte

Local: Auditório do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

8h às 14h Ecoblitz – ARSBAN

Local: Cruzamento das Avenidas Alexandrino de Alencar e Prudente de Morais

8h às 14h Audiência Pública – Instrumentos de Ordenamento Urbanístico e Ambiental

Instrumentos de Ordenamento Urbano

Local: Auditório do SEBRAE-RN

10h às 22h Programação Secretaria Municipal de Saúde

- Exposição sobre amostra de animais do centro de controle de zoonoses e prevenção das doenças transmissíveis e principais zoonoses;

- Exposição sobre materiais recicláveis, confecção de materiais e preservação do meio ambiente;

- Mostra de vídeos da FIOCRUZ, sobre a evolução do mosquito desde o ovo até o mosquito adulto, (Aedes aegypti)

- Trabalho da vigilância epidemiológica na oferta de imunização através de vacinas para crianças e adultos.

- Trabalho de prevenção sobre as DST, distribuição de preservativos e teste de glicemia, entre outros.

- Trabalhos da vigilância sanitária através do agente mirim, como prevenção sobre os cuidados com os alimentos.

- Exposição do vigiágua (programa responsável pela analise da qualidade da água da cidade do Natal) quais os cuidados com a água e as doenças de veiculação hídricas.

Local: Norte shopping

20h Projeto bossa & jazz – Ricardo Silveira, Eduardo Tawfic e trio, Lis Rosa

Apresentação Mamulengo – SEMURB

Lançamento do Projeto Bossa e Jazz RECICLA

Local: Praça de Mirassol

04 de junho

Sábado

Programação de Ação Comunitária na Vila de Ponta Negra





8h Exposição de Orquídeas – ASSORN

Local: Bosque das Mangueiras

08h30 Passeio Ecológico de jipe

Local: Dunas de Genipabu

08h30 às 12h SEMURB, SMS, SME, SEMSUR, SEJEL, URBANA, SECOM, GAPRE, SEMTAS, SEMOB e CAERN na Comunidade – Natal em Ação

Local: Vila de Ponta Negra

08h30 às 12h Educadores de trânsito Semob – Blitz educativa, Pintura de rosto e desenho, grupo de dança

Local: Vila de Ponta Negra

08h30 às 12h Universidade Potiguar – Curso de Ciências Biológicas

Teatro de fantoches (infantil)

Oficina: Produção de repelentes

Teatro sobre dengue (adulto)

Itinerante: Educação e Saúde (dengue)

Local: Vila de Ponta Negra

10h às 22h Programação Secretaria Municipal de Saúde

- Exposição sobre amostra de animais do centro de controle de zoonoses e prevenção das doenças transmissíveis e principais zoonoses;

- Exposição sobre materiais recicláveis, confecção de materiais e preservação do meio ambiente;

- Mostra de vídeos da FIOCRUZ, sobre a evolução do mosquito desde o ovo até o mosquito adulto, (Aedes aegypti)

- Trabalho da vigilância epidemiológica na oferta de imunização através de vacinas para crianças e adultos.

- Trabalho de prevenção sobre as DST, distribuição de preservativos e teste de glicemia, entre outros.

- Trabalhos da vigilância sanitária através do agente mirim, como prevenção sobre os cuidados com os alimentos.

- Exposição do vigiágua (programa responsável pela analise da qualidade da água da cidade do Natal) quais os cuidados com a água e as doenças de veiculação hídricas.

Local: Norte shopping

12h às 14h Intervalo
14h Exibição de Curtas com temáticas diversas (ambientais, cidadania, saúde, educação no trânsito)

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

14h Mostras itinerantes (zoologia, botânica, geologia, fotografias)

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

15h Conexão Viver Bem – Aeróbica

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

16h Conexão Viver Bem – Aero jump

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

16h Apresentações Culturais

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

16h Oficina das Artes – Pintura Ecológica, Reciclagem, Mamulengo

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

17h Conexão Viver Bem – Aula de dança

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

05 de junho

Domingo
Tema: Cultura e Meio Ambiente

ENCERRAMENTO DA SEMANA DO MEIO AMBIENTE

Local: Parque Estadual Dunas do Natal ”Jornalista Luiz Maria Alves”

8h Exposição de Orquídeas – ASSORN

Local: Bosque das Mangueiras

8h30 Projeto Via Livre: Pedalada

Local: Zona Norte – Santarém – Rua Itapetinga

10h às 22h Programação Secretaria Municipal de Saúde

- Exposição sobre amostra de animais do centro de controle de zoonoses e prevenção das doenças transmissíveis e principais zoonoses;

- Exposição sobre materiais recicláveis, confecção de materiais e preservação do meio ambiente;

- Mostra de vídeos da FIOCRUZ, sobre a evolução do mosquito desde o ovo até o mosquito adulto, (Aedes aegypti)

- Trabalho da vigilância epidemiológica na oferta de imunização através de vacinas para crianças e adultos.

- Trabalho de prevenção sobre as DST, distribuição de preservativos e teste de glicemia, entre outros.

- Trabalhos da vigilância sanitária através do agente mirim, como prevenção sobre os cuidados com os alimentos.

- Exposição do vigiágua (programa responsável pela analise da qualidade da água da cidade do natal) quais os cuidados com a água e as doenças de veiculação hídricas.

Local: Norte shopping