terça-feira, 10 de dezembro de 2013




Nova composição do CGMAF-RN é composta e é eleito um novo coordenador.


Na tarde desta segunda-feira (09), reuniram-se na sede do CONSEA representantes de entidades de Matriz Africana, Conselhos de Diretos e representantes de Povos Tradicionais de Terreiros do RN. 
Estiveram presentes representações da REJUMAT, SEPPIR, CONSEA, CONAB, COEPPIR, CENARAB, Rede Mandacaru, Projeto Terreiros do Futuro, FONSANPOTMA-RN, FONSANPOTMA Nacional e Comissão de Terreiros. E outros membros da sociedade civil. 
A nova composição do CGMAF-RN fico definida: REJUMAT, CONSEA, CONAB, COEPPIR, Rede Mandacaru, FONSANPOTMA-RN, Comissão de Terreiros e CENARAB. 
Foi eleito pela maioria dos votos o nome do Egbome Cleyton Araújo para a coordenação do colegiado.




quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Estado das Alagoas cria FONSANPOTMA Estadual.

             Na manhã desta quarta-feira (04), membros da executiva nacional do FONSANPOTMA reunidos com lideranças de Povos e Comunidades de Matriz Africana do estado de Alagoas começam a compor a representação do FONSANPOTMA de Alagoas. 
A missão do FONSANPOTMA Nacional e levar a temática de segurança alimentar a todos os estados da federação. 
O FONSANPOTMA é fruto da inserção dos Povos Tradicionais de Matriz Africana nos espaços de controle social e a necessidade de manter e qualificar o diálogo com as diferentes instituições hoje estruturadas neste estado, que discutem temas que são de fundamental importância para a manutenção desta tradição. Reúne os Povos Tradicionais de Matriz Africana a partir de seus representantes – os Terreiros, que estejam construindo a Política Nacional e Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, estruturado a partir da carta de princípios e orientações.  
O Estado de Alagoas tem um marco de registro na história do Brasil, pois foi cenário de resistência de quilombos e grande morada do Mestre Zumbi dos Palmares. 
Outro ponto forte é o evento Tradicional Cultural "Quebra de Xango" que retrata a destruição das casas de Matriz Africana pelo força local que estava no poder de governo nos tempos antigos. 
As expectativas que o FONSANPOTMA-AL reúnam representantes de Povos Djedje, Yurubas e Bantos, fazendo assim uma defesa e articulação para com os Povos Tradicionais de Matriz Africana no estado.